segunda-feira, março 07, 2011

Hermético

Ele subiu!

Além das ondas.

Subiu!

Com a raiz de um único braço

Acima do mar, estrela marinha.

Subiu!

O atleta da areia em equilíbrio

O rosto petrificado

Músculos frouxos

A carne firme subiu!

Oh, como brilhou sua cor

O sol radiou a subida máscula

Do acrobata das águas salgadas

Rompendo o limite, imposto da alma

Soltando o corpo leve no peso do ar.

Hermético ao sacolejar do vento

Tocando o céu com os pés

Despojando á carne a liberdade

Ele subiu!

Na silenciosa morte da tensão atmosférica.

Subiu!

E não perdeu sua cor

Libertou o meu espírito

Na simples contemplação

Levou-me até você

Onde o mar não impõe seus limites.

Obs. Para foto Equilíbrio de Daiane Kelly, amiga do colégio IASP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...