domingo, abril 03, 2011

Na escuridão, munido de papel sujo e tinta seca

Agradeço em primeira instancia aqueles que contribuíram com seus comentários para este blog. Mesmo sendo ainda um medíocre escritor, preciso ter o ego massageado. E por favor, não deixem de acreditar que tudo o que impregno neste blog eu vivi, e não acreditem em nada do que está escrito aqui; apenas tire suas próprias conclusões! Ajudem-me a me defender daqueles que me fazem de “Geni” quando ando nas ruas. Risos sarcásticos. Desculpa Chico Buarque, foi a melhor metáfora que encontrei. Tenho medo do que surge em minha mente, sinto uma imensa vontade de jogar-me no abismo das letras, mas me detenho na insegurança da sobrevivência. Porem, sonho. E este sonhar faz-me escrever. Desculpe aos “profiça” da função, aos mestres das letras, mas como medíocre escritor que sou busco chegar até seus “Olympus”. Ouvi esta semana, que sou mesmo medíocre e não sairei do lugar com meus tolos rabiscos, que ando na escuridão, munido de papel sujo e tinta seca. Assim mesmo, bem poético! Não me intimido, e como medíocre continuo, seguindo com minha tinta seca e minhas folhas sujas, porque isso me faz vivo! Deixo para o deleite ou ira de vocês, meu terceiro e penúltimo micro-conto de “Orgasmos em paixões ordinárias”. Afinal eu sou assim, assim que sou!

Um comentário:

  1. "O underground" às vezes tem muito mais a dizer da realidade do que a sujeita imposta e expota pela hipocrisia límpida e clara cândida colocada em nosso país."

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...