sábado, julho 02, 2011

DESCLASSIFICAÇÃO DE EDUCADORES UNIVERSITÁRIOS

“O sol nasce para todos. Já o crepúsculo é meio classe média”. de Ivan Lessa. A muito que não público aqui, contos sobre minha cidade São Paulo. O que era minha proposta inicial. Mas existem momentos e motivações sociais e culturais que me levam a levantar uma bandeira por igualdade, e meu maior veículo de voz é este blog. Para fazer esta queixa e compartilhar meu descontentamento, inicio este POST com a citação de Ivan Lessa, que representa bem este momento. Sou estudante Universitário, economicamente carente, morador da periferia de Embu das Artes. Estudo ou estudava LETRAS na UNIP. Para custear este estudo fazia uso da bolsa do programa governamental “ESCOLA DA FAMÍLIA”. Desenvolvi um grupo de poesia na escola Estadual Jardim da Luz. Porém no dia de hoje fui proibido de continuar meu projeto junto às crianças carentes. E a justificativa é que: (reproduzo aqui as informações da Diretoria de Ensino de Taboão da Serra) DESCLASSIFICAÇÃO DE EDUCADORES UNIVERSITÁRIOS Prezados (as) Senhores (as), Encerrado o prazo para a entrega da documentação exigida para renovação do Termo de Convênio com o Programa Bolsa Universidade para o 2º semestre de 2011, informamos que os educadores universitários da faculdade Universidade Paulista estão suspensos do Programa Escola da Família a partir deste final de semana, dias 02 e 03 de julho de 2011, podendo ser reintegrados tão logo a mesma regularize a documentação. Solicitamos às Diretorias de Ensino nessa situação que informem seus bolsistas, orientando-os a não comparecerem às unidades escolares onde atuam, até que a situação da IES com a FDE seja equacionada. A pergunta que me oprime é: Se nos dias de hoje prega-se que devemos priorizar a educação, o porquê de universidades particulares que aceitaram participar do programa escola da família não cumpre com os requisitos básicos, que são: enviar as documentações para que o estado efetive o pagamento? Lembrando que nós os universitários que fazemos uso desta bolsa efetivamos nosso pagamento com o trabalho na comunidade. Ultrapassando as barreiras de uma base de troca que é o estudo pelo trabalho, pelo compromisso social. Afinal, estar junto a jovens e crianças carentes ao fim de semana e promover a educação torna-se mais que um trabalho, é o inicio do comprimento que buscamos realizar junto à sociedade. Este meu direito adquirido não será cumprido? Mostrarei neste blog minha busca para o meu direito de continuar os estudos com a bolsa proporcionada pelo estado. E veremos quem poderá me responder à pergunta acima. Lembrando tenho até Agosto, já que é período de férias. Se alguém tiver alguma resposta para a pergunta, por favor, se posicione. E aqueles que possuírem um contato direto com a presidência DILMA, por favor, não deixe de me repassar. Eu sou assim. Assim que eu sou!

3 comentários:

  1. Robson,eu li...É uma situação revoltante,muito triste...Isso é um desserviço para a educação...Lamentável!!!

    ResponderExcluir
  2. Realmente é uma falta de organização!!!!! Fiquei embasbacado quando soube disso na escola onde faço Escola da Família!!!

    Sinto Robson não poder responder á sua pergunta e nem ter um contato com a nossa "presidente" Dilma!!!

    ResponderExcluir
  3. Eu tb achava que iria ser como os outros três últimos anos, FÉRIAS, mas justamente no ultimo ano acabei de saber que desta vez é DEFINITIVO. Vamos nos organizar para reivindicar nossos DIREITOS.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...