sexta-feira, agosto 26, 2011

Terceiro e penúltimo conto

Apresento a vocês o terceiro e penúltimo conto da coletânea: IMPRESSÕES DE UM ASSISTENTE DE LEGISTA. Recapitulando: o primeira foi PINGUINHA, segunda MILITAR CONTRA CIVIL e agora O OLHAR DE ANGÉLICA.

Estes contos estão aí no Gadget ao lado, onde se lê: Os contos.

Quando me propus a escrever esta coletânea seguindo o pedido do amigo de Ledimar, busquei usar nomes que se nos arremetesse a algo ou alguém no passado, mas agora que os personagens possuem uma vida própria, inerente do que eu queria ou não que sejam, isso se torna quase impossível.

Toda temática de enredo que faço uso aqui é pura e simples intuição. Formulo muito pouco o que pretendo escrever, dou vazão á minha mente estar livre e criar. È um exercício de intuição. Vou escrevendo e quando vejo que algo já se formou, pronto, paro e limpo o texto. Confesso que estou gostando do exercício, mesmo o tema colidindo com o que pretendo escrever para tornar uma característica de minha vida literária.

Chegando ao fim desta coletânea, já me proponho a buscar outro tema que me instigue.

Lendo outros bloggers e livros de contos, coloquei-me a pensar que isso pode ser uma tolice. Isto de escrever contos. As pessoas, em especial as que vagam no infinito da internet, não estão propensas á parar para ler um conto, algo maior que um post de twitter. Fico cabisbaixo, ao mesmo tempo feliz, pois de certa forma sou um dos que buscam perpetuar um gênero que não se permite desaparecer.

Por quê? Eu sou assim. Assim que sou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...