quarta-feira, julho 04, 2012

O primeiro tronco de Baobá



Ainda imbuído na cultura africana, envolvo-me em sua mitologia, religião, lendas e mitos para criar esta nova coletânea, intitulada RAIZ DE BAOBÁ. Baobá que é a árvore dos símbolos fundamentais das culturas arcaicas. Os velhos baobás africanos de troncos enormes suscitam a impressão de serem testemunhas dos tempos da criação dos homens pelos Orixás. Os mitos e o pensamento mágico-religioso Yorubá têm na simbologia da árvore um de seus temas recorrentes. A árvore surge como o princípio da conexão com o mundo sobrenatural.

Uma das versões do mito relata que foi através do Òpó-orun-oún-àiyé – o pilar que une o mundo transcendente ao seu modo inseparável da natureza – que os deuses primordiais chegaram ao local aonde deveriam proceder o início do processo de criação. Este pilar – muitas vezes simbolizado pela árvore ou por seu tronco – é uma figura de origem, é um signo do fundamento, do princípio de todas as coisas, elemento de conexão entre a multiplicidade dos “mundos”.

Para este primeiro poema, como manda a tradição da religião africana, elevo minhas palavras a Exu. É ele quem deve receber as oferendas em primeiro lugar a fim de assegurar que tudo corra bem e garantir sua função de mensageiro entre os mundos material e espiritual. De cores vermelho e preto, é o mensageiro dos Orixás, seus elementos são fogo e terra – astucia, esperteza e rapidez são suas características. Guardião das coisas que são feitas e do comportamento dos homens. A palavra Èsù em Yorubá significa esfera, e na verdade, Exu é o Orixá do movimento.

Na África na época dos colonizadores, e ainda hoje, Exu foi sincretizado erroneamente como o Diabo, por conta de seu estilo irreverente, brincalhão e a forma como é representado no culto africano. Em seu sincretismo podemos encontrar ainda a designação de Exu em Vodum (Fon) como Elegbara, em Inquice (Banto) Aluviá, Bombogira e no católico como Diabo e São Miguel Arcanjo.

Recomendo para o conhecimento das lendas dos Orixás, o livro “Contos e lendas afro-brasileiras – A criação do mundo”, escrito por Reginaldo Prandi e ilustrado por Joana Lira, editora Cia. das letras.
Apresento – RAIZ DE BAOBÁ: Exu

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...