terça-feira, março 17, 2015

SEM COMENTÁRIOS.



Foi literalmente um canto que me atraiu para o alto do poste. E lá estava o canário. Saudando minha passagem. Como que anunciando meu caminhar. Sem comentários adicionais.

Permito que sintam comigo, o frescor do som de um canário cantando segredos das matas virgens.

Esbaldem-se com:
  

Afinal,

Eu sou assim.

Assim que sou!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...