quarta-feira, dezembro 09, 2015

MINHA EXPRESSÃO DE FÉ



O saudoso poeta Pernambucano Solano Trindade escreveu em seu poema “Velho Atabaque” os iniciais versos:

"Velho atabaque, quantas coisas você falou para mim, quantos poemas você anunciou, quantas poesias você me inspirou".

Não é de estranhar que o mesmo atabaque que ecoou em Solano Trindade também tenha ecoado em mim. Este soar, chamado, inspiração – ou o que desejar chamar é na verdade um sentimento que povoa todo o povo negro e mestiço. Este sentimento chama-se fé.

A fé de Salomão proporcionou-lhe uma inspiração que o fez escrever belíssimos Salmos, que desde os primórdios do Cristianismo são propagados como representação explicita da fé. “Mãe, Pai & Lógunède” também é minha expressão explicita de Fé. Entretanto o enraizamento do preconceito ainda não permite que seja visto como tal.

Com uma delicadeza, e ao mesmo tempo uma brutalidade que há em mim; descrevo o encontro com os orixás, com carinho e dedicação. Para que assim seja suave este abraço.

O ponto de partida para esta independente obra poética é o orixá Méta-Metá – Lógunède. Meu Orixá. Patrono de minha fé. Sem sombra de dúvida Lógunède é depois do orixá Bará o que carrega consigo mais preconceitos e falta de conhecimento por parte dos pesquisadores, e também dos adeptos das religiões de matriz africana. Um orixá iorubano, filho de outros dois grandes cultuados Orixás (Oxum e Oxóssi). Ele é estritamente a metade de cada um deles. E tem como seus domínios a terra e a água. Lógunède é único.

Orixá Méta-Metá, congrega três energias: de Oxum, de Oxóssi e dele mesmo. Seu animal símbolo é o Pavão. Ave majestosa que encante e assombra pela beleza. Assim como ele.


Mãe, Pai & Lógunède, uma coletânea de poesias inspirado nos orixás Oxum, Oxóssi e Lógunède. Escritos na liberdade do tempo. Entre 2010 até 2015. Mergulhei nas profundezas de mim, e ouvi o que eu mesmo me dizia. 
Que Logun é tudo em minha vida!

Para este trabalho contei com o incentivo da Pesquisadora, Mulher, Militante Negra e Madrinha deste projeto, Rosália Diogo. Que brilhantemente me traduziu (introdução) em palavras tão fraternas e carinhosas que me senti o próprio príncipe Lógunède. 


Site da publicação da obra


Fotos de divulgação - Grupo Bantos do Baú.  

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...